Copa de Integração entre refugiados e migrantes começa em 30 de julho, em São Paulo

qua, 26/07/2017 - 13:45
Publicado em:

 

Campeonato amistoso de futebol que integra pessoas refugiadas e migrantes contará com seis times que mesclam muita diversidade, disposição e regras específicas que valorizam o processo de integração no Brasil.

O ACNUR (Agência da ONU para Refugiados), em parceria com a organização África do Coração, Caritas Arquidiocesana de São Paulo e SESC-SP, com apoio das empresas Netshoes e Sodexo, lançará no próximo domingo, dia 30 de julho, a Copa da Integração em São Paulo, com o protagonismo de pessoas refugiadas, solicitantes de refúgio e migrantes que residem na capital.

Os jogos amistosos de futebol serão realizados no Sesc Itaquera, a partir das 10 horas, e contarão com algumas regras especiais que foram desenvolvidas com base no processo de integração dessas pessoas à sociedade brasileira. Por exemplo, as equipes serão compostas de forma mista, envolvendo em um mesmo time homens e mulheres de diferentes nacionalidades e status de permanência que vivem em São Paulo.

“Esta é uma forma de valorizar as diferenças, sejam elas de gênero, cultura, nacionalidade ou idade. Essas diferenças são apenas elementos que enriquecem a sociedade, contribuindo para o respeito e para a diversidade”, afirma Jean Katumba, refugiado congolês e idealizador do projeto que vive no Brasil há quatro anos.

Esta será a quarta edição da Copa de Integração entre pessoas refugiadas, solicitantes de refúgio e migrantes. As pessoas que participarão da Copa de Integração são provenientes de mais de 20 diferentes países e são moradores dos abrigos públicos de São Paulo, como a Casa de Passagem Terra Nova, a Casa de Acolhida Nossa Senhora Aparecida, Sefras Migrante, o Arsenal da Esperança, a Casa São Lázaro, a Associação Palotina e o centro de imigrantes da Missão Scalabriana.

“O esporte é um meio efetivo de integração porque promove a sociabilização, propicia a vivência do lazer e atua como um exercício de saúde mental para essas pessoas que enfrentaram situações muito delicadas. A Copa da Integração traz uma visibilidade muito positiva ao contexto das pessoas em situação de refúgio, reforçando suas capacidades e resiliência”, reconhece a chefe do escritório do ACNUR em São Paulo, Isabela Mazão.

Além da Copa da Integração, que terá início no próximo domingo, os mesmos parceiros institucionais estarão envolvidos na realização da IV Copa dos Refugiados, que acontecerá em agosto, nos dias 13, 20 e 27. Este outro campeonato será disputado por 16 seleções compostas por pessoas refugiadas que residem em São Paulo, tendo sido organizado pela organização África do Coração, formada por pessoas refugiadas que residem no Brasil.

 

 

Serviço:

Copa de Integração das pessoas refugiadas e migrantes

Datas: 30 de julho

Local: Sesc Itaquera

Horário: das 10hs às 16hs

Entrada gratuita

 

Foto: Copa dos Refugiados realizada no Museu da Imigração, em São Paulo, em 2014, com apoio do ACNUR