Livro “A limpeza étnica da Palestina”, de Illan Pappé, será lançado em São Paulo na próxima quinta-feira

sex, 10/02/2017 - 13:35

Lançamento da obra do historiador israelense Ilan Pappé acontecerá no bar e espaço cultural Al Janiah e terá debate com os jornalistas Soraya Misleh e Arturo Hartmann, diretores do ICArabe, e Reginaldo Nasser, professor da PUC.

Depois do lançamento em Porto Alegre, durante o Fórum das Resistências, em janeiro, o livro “A limpeza étnica da Palestina”, de autoria do historiador israelense Ilan Pappé, será lançado agora em São Paulo, na próxima quinta-feira, 16 de fevereiro, no bar e espaço cultural Al Janiah. O evento terá debate com Reginaldo Nasser (professor da PUC-SP), Soraya Misleh (coordenadora da Frente em Defesa do Povo Palestino) e Arturo Hartmann (membro do Movimento Palestina para Tod@s), ambos diretores do Instituto da Cultura Árabe (ICArabe)


A partir da abertura de arquivos oficiais israelenses, Pappé debruçou-se em reexaminar criticamente os acontecimentos de 1948 e o sionismo enquanto projeto político. Nesta obra, alia documentos oficiais à memória palestina para demonstrar que à criação de Israel como Estado judeu a escolha de suas lideranças foi promover limpeza étnica, ou seja, expulsão deliberada dos palestinos.

O autor é um dos mais importantes entre os chamados novos historiadores israelenses. Professor da Universidade de Exeter, na Inglaterra. Filho de imigrantes judeus alemães, nasceu em Haifa em 1954, apenas seis anos após a criação do Estado de Israel – para os palestinos, a Nakba (termo árabe que significa catástrofe). Lecionou na Universidade de Haifa entre 1984 e 2007. Após a publicação de “A limpeza étnica da Palestina” e de expressar apoio ao movimento BDS (boicote, desinvestimentos e sanções) a Israel, passou a enfrentar pressão e ameaças, o que o levou a exilar-se na Inglaterra, onde vive hoje. Pappé não reviu suas conclusões, como fizeram outros “novos historiadores”. Pelo contrário, tem dedicado seu conhecimento à denúncia vigorosa da limpeza étnica do povo palestino. E vai além: afirma que sem o reconhecimento histórico do que ocorreu em 1948, não é possível haver uma solução justa, o que implica necessariamente assegurar o direito de retorno dos milhões de refugiados palestinos as suas terras – como prevê a Resolução 194 da Organização das Nações Unidas (ONU).

A obra estará disponível para aquisição no site da Editora Sundermann: www.editorasundermann.com.br).

 

Serviço:

Lançamento do livro “A limpeza étnica da Palestina”, de Illan Pappé, e debate

Quando: 16 de fevereiro, às 20h

Onde: Al Janiah (Rua Rui Barbosa, 269, Bela Vista, São Paulo/SP)
Debatedores: Reginaldo Nasser (professor da PUC-SP), Soraya Misleh (coordenadora da Frente em Defesa do Povo Palestino) e Arturo Hartmann (membro do Movimento Palestina para Tod@s), ambos diretores do Instituto da Cultura Árabe (ICArabe)