Cátedras Sergio Vieira de Mello divulgam manifesto sobre a política do governo Trump para refugiados e imigrantes

sex, 17/02/2017 - 00:13
Publicado em:

 

As Cátedras Sergio Vieira de Mello divulgaram um manifesto sobre a decisão do governo Trump de restringir a entrada de refugiados e imigrantes nos Estados Unidos.

Leia a seguir:

Fevereiro de 2017

MANIFESTO

As Cátedras Sergio Vieira de Mello reúnem docentes universitários brasileiros dedicados ao ensino, pesquisa e extensão em temas relacionados ao refúgio e aos refugiados, além de cooperar com a proteção e integração de pessoas refugiadas no Brasil.

Manifestamos nosso repúdio contra a ordem executiva do governo do Presidente Donald Trump que suspende Programas de Reassentamento e restringe o acolhimento de refugiados e o ingresso de imigrantes de sete países de maioria muçulmana nos EUA.

Trata-se de flagrante violação ao Direito Internacional dos Refugiados, em especial os princípios do non-refoulement e da não-discriminação, suas pedras angulares.

Por outro lado, as Cátedras exortam as autoridades brasileiras a implementar a Declaração do Brasil, de 2014 (Cartagena +30), e a manter suas fronteiras abertas a refugiados de todos os países, bem como ampliar a elegibilidade de solicitantes de refúgio, diante de um quadro internacional cada vez mais adverso para a proteção de refugiados e migrantes forçados.

Subscrevem os seguintes professores universitários associados a Cátedras Sergio Vieira de Mello: Acácio Sidinei Almeida Santos - Universidade Federal do ABC; Adriana Capuano de Oliveira - Universidade Federal do ABC; Ana Carolina Feldenheimer da Silva - Universidade do Estado do Rio de Janeiro; Andrea Pacheco Pacifico - Universidade Estadual da Paraíba; Anete Trajman - Universidade do Estado do Rio de Janeiro; Bethania Assy – Universidade do Estado do Rio de Janeiro; Brunela Vincenzi – Universidade Federal do Espirito Santo; Cesar Augusto Silva - Universidade Federal de Grande Dourados; Danielle Annoni - Universidade Federal de Santa Catarina; Eduardo Faerstein – Universidade do Estado do Rio de Janeiro; Fábio Costa Morosini - Universidade Federal do Rio Grande do Sul; Fernanda de Magalhães Dias Frinhani - Universidade Católica de Santos; Francisco Ortega - Universidade do Estado do Rio de Janeiro; Giuliana Redin – Universidade Federal de Santa Maria; Guilherme de Almeida – Universidade de São Paulo; Gilberto Marcos Antonio Rodrigues - Universidade Federal do ABC; Gustavo da Frota Simões - Universidade Federal de Roraima; Ignacio Cano – Universidade do Estado do Rio de Janeiro; João Alberto Alves Amorim - Universidade Federal de São Paulo; José Antônio Peres Gediel - Universidade Federal do Paraná; José Blanes Sala - Universidade Federal do ABC; Júlia Bertino Moreira - Universidade Federal do ABC; Leila de Carvalho Mendes - Universidade do Estado do Rio de Janeiro; Marilda Aparecida de Menezes - Universidade Federal do ABC; Maurício Santoro - Universidade do Estado do Rio de Janeiro; Poliana Coeli Costa Arantes - Universidade do Estado do Rio de Janeiro; Tatyana Scheila Friedrich –Universidade Federal do Paraná; Thalita Melo – Universidade Estadual da Paraíba; Viviane Mozine Rodrigues – Universidade Vila Velha.

___________________________________________

Foto

29.jan.2016 - Manifestantes protestam contra bloqueio a imigrantes determinado por decreto do presidente Donald Trump no aeroporto internacional de Dallas, no Texas. A nova regra impõe controle por três meses contra viajantes procedentes de Irã, Iraque, Líbia, Somália, Síria e Iêmen

Crédito da Imagem: Morty Ortega/AFP