Acervo de Aziz Ab'Saber

seg, 26/03/2012 - 10:22

 

Instituto da Cultura Árabe criará biblioteca com obras doadas por Aziz Ab´Saber, seu Presidente de Honra.

Um grande conjunto de obras doadas pelo geógrafo Aziz Ab´Saber, Presidente de Honra do ICArabe – Instituto da Cultura Árabe, será disponibilizado ao público numa biblioteca que será criada pelo ICArabe em sua homenagem. “Este foi um compromisso que firmamos com o Professor. Aziz Ab´Saber ajudou a construir o ICArabe, deu ideias, deu apoio e, principalmente, deu sua amizade incondicional. Talvez não tenhamos ainda compreendido toda a dimensão do que ele nos deixou em gravações e escritos que buscaremos compilar e divulgar ao público”, afirma o presidente do ICArabe , Michel Sleiman.

Aziz, um dos maiores intelectuais brasileiros, que faleceu na sexta-feira em São Paulo, foi um dos grandes responsáveis pela criação do Instituto da Cultura Árabe, uma entidade civil, autônoma, laica, de caráter científico e cultural, que desde 2004, trabalha para integrar, estudar e promover as várias formas de expressão da cultura árabe, antigas e contemporâneas, e encorajar o reconhecimento de sua presença na sociedade brasileira, aberto à participação de todos os que acreditam no respeito às diferenças. “Certamente há muitas histórias para contar sobre Aziz Ab’Saber e o papel que desempenhou como intelectual. Porém, sua ligação com a cultura árabe e por que ele foi e para nós continua sendo o Presidente de Honra do Instituto da Cultura Árabe, cabe-nos contar”, ressalta Michel Sleiman, presidente do ICArabe desde 2008.

Desde as primeiras reuniões para criação do Instituto, o Professor Aziz participou ativamente de sua concepção e foi defensor de um espaço de atuação onde deveria haver lugar para todos, mas onde se deveria discutir e divulgar em primeiro lugar a cultura. “A cultura é um conjunto de valores sociológicos, antropológicos e animológicos. Não podemos nos deixar levar pelos fatos atuais e discutir os aspectos do contemporâneo ou os aspectos políticos, que são importantes, mas não são únicos”, dizia.

Aziz defendia que o Instituto deveria ser da sociedade brasileira e não dos descendentes árabes. Essa seria o diferencial da entidade, afirmava. “Hoje, depois de quase oito anos de fundação, entendemos melhor o significado de suas palavras e verificamos que seus ensinamentos foram e continuam sendo cruciais”, reconhece o presidente Michel Sleiman.

Para Michel Sleiman, o Professor Aziz mostrou que a busca e a difusão do saber eram a vida dele. “Nunca se negou a dividir e compartilhar o que sabia e o que aprendeu. Nunca se negou a dividir o que podia. Certamente temos um legado que persistirá e que nos norteará em nossa caminhada, pois seu pensamento e sua força inspiram e permanecem presentes”, finaliza.

Na última quinta-feira, dia 22 de março, o jornal o Estado de São Paulo publicou uma nota sobre a criação desta biblioteca pelo ICArabe.

“Aziz Ab’Saber doou grande conjunto de obras para o Instituto da Cultura Árabe. Gravações e escritos do professor – que ajudou a construir o centro cultural – serão compilados em uma biblioteca. “Foi um compromisso que firmamos com ele”, esclarece Michel Sleiman, presidente do ICArabe.” Por Sonia Racy.