Exposição em São Paulo busca dar visibilidade à Palestina

sex, 21/12/2018 - 09:48

Entre trabalhos de fotografia, vídeo e charges, a exposição “Palestina – do rio ao mar” traz a arte para dar visibilidade a chamada “al Nakba”. O termo é o árabe para o que seria ‘a catástrofe’, e se refere aos dias de fundação de Israel e o início do êxodo de palestinos da região. Em 2018, a Nakba completou 70 anos e é lembrada na mostra que foi inaugurada no dia 11 de dezembro na ONG Ação Educativa, em São Paulo (SP). A exposição segue até o dia 28 de fevereiro de 2019.

 Entre os fotógrafos que terão seus registros expostos, estão Gabriel Mathias, Julia Dolce Ribeiro, Karine Garcêz, Mariana Payno, Noor Bakr, Rogério Ferrari e Zuni Plínio. Segundo a Ação Educativa, os registros foram feitos em viagens à Palestina ocupada por Israel e a campos de refugiados no mundo árabe e na Turquia.

Além das fotos, a exposição conta com a participação do chargista Carlos Latuff. As artes da mostra vão reunir trabalhos feitos com a personagem “mãe palestina”. “A charge carrega o simbolismo da mulher na resistência e da determinação na luta pelo retorno dos refugiados às suas terras – hoje são 5 milhões em campos no mundo árabe, além de milhares na diáspora”, informa o texto de divulgação da exposição, assinado por Soraya Misleh.

O evento conta os trabalhos da fotógrafa Karine Garcêz, registros de campos na Síria, no Líbano, na Turquia e em Gaza. D Gabriel Mathias, Rogério Ferrari e Noor Bakr, fotos feitas na Cisjordânia e Gaza. Já os vídeos foram produzidos por Eliane Gonçalves e Gal Souza, em missão humanitária de 2015. A realização do evento é da Ação Educativa, Frente em Defesa do Povo Palestino, BDS Brasil, Soweto Organização Negra e Rede Educacional pelos Direitos Humanos em Palestina/Israel (Ffipp/Brasil).

Serviço

“Palestina – do rio ao mar”
De 11 a de dezembro a 28 de fevereiro de 2019
Rua General Jardim, 660 Vila Buarque, São Paulo (SP)
Telefone: (11) 3151-2333 / acaoeducativa@acaoeducativa.org