71 anos da Nakba serão lembrados em série de eventos no Al Janiah

sex, 10/05/2019 - 00:14
Publicado em:

Com organizaçao da  Frente em Defesa do Povo Palestino e do espaço cultural Al Janiah, de 14 a 18 de maio, mostra de cinema, exposição fotográfica, debate, oficina de dabke e apresentações musicais saúdam a resistência e chamam a solidariedade nos 71 anos da Nakba, a catástrofe palestina.

Nakba se refere à criação em 15 de maio de 1948 do Estado de Israel mediante limpeza étnica na Palestina. Cerca de 800 mil palestinos foram expulsos de suas terras e em torno de 500 aldeias, destruídas. Hoje são aproximadamente 5 milhões de refugiados impedidos de retornar às suas terras, outros milhões de palestinos vivem sob apartheid e ocupação criminosos ou como cidadãos submetidos a leis racistas. Há ainda milhares na diáspora. A Nakba continua ainda hoje.
Confiram a programação abaixo, participem desta semana de atividades e somem-se a essa causa da humanidade! Palestina livre, do rio ao mar!

PROGRAMAÇÃO

Mostra de cinema, debates, exposição fotográfica e apresentações musicais

14/5
19h – Abertura da exposição fotográfica “Palestina, nossa terra”
Uma viagem à terra que não se rende, em que existência é resistência. Feitas na Palestina ocupada, as fotos retratam a vida sob apartheid israelense e a resistência.
Entre as imagens, os protestos em aldeia na Cisjordânia no Dia da Terra (30 de março) e fragmentos do vilarejo de Janiah, no distrito de Ramallah, cercado por assentamentos sionistas, que dá nome ao espaço Al Janiah. No olhar da fotógrafa Linah Bakr, um chamado à solidariedade, rumo à Palestina livre.
19h30 – Cinema: Al-Nakba – A catástrofe palestina (Partes 1/2)
Catar, 2007 – 154 min. (legenda em português)
Direção: Rawan Damen
Gênero: Documentário
Sinopse: Al Nakba – Partes 1/2 revela as origens da catástrofe palestina, história que começa no ano de 1799 e segue até os dias atuais. Para tanto, recorre a raro material, composto por documentos oficiais liberados após 50 anos de sigilo. Há ainda depoimentos de vários historiadores proeminentes e testemunhas que contam suas histórias.

15/5
19h – Cinema: Gaza – um olhar sobre a barbárie
Espanha, 2019 – 18 min. e 40 segundos (legenda em espanhol)
Gênero: Documentário
Direção: Carles Bover e Julio Perez del Campo
Sinopse: A obra agraciada com o Prêmio Goya de melhor documentário de curta-metragem retrata a violação cotidiana de direitos humanos enfrentada pela população palestina na Faixa de Gaza. Por pressão sionista, o curta chegou a ser censurado em alguns cinemas da Espanha e pelo Arcebispado de Madri, que proibiu a sua exibição no centro pastoral San Carlos Borromeo.

19h30 – Debate: Al Nakba – 71 anos: resistência e solidariedade
Reginaldo Nasser, professor-doutor de relações internacionais da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP)
Soraya Misleh, coordenadora de Frente em Defesa do Povo Palestino, autora de Al Nakba – um estudo sobre a catástrofe palestina (Ed. Sundermann)
Ahmed Madi, jornalista palestino, coordenador de projetos do Centro Árabe-Latino de Cultura e Estudos Estratégicos
Testemunhos de Rawa Al Sagheer e Alaa Kassem, refugiados palestinos da Síria

22h – Apresentação musical: Orquestra Mundana Refugi (https://www.facebook.com/events/327214864655521/)
(No dia 15 também haverá panfletagem e coluna palestina no ato dos professores pela educação pública e de qualidade às 14h, no Masp, em São Paulo)

16/5
19h – Cinema: 3.000 Noites *
Jordânia, Líbano e França, 2015 - 103 minutos (legenda em português)
Gênero: Drama
Direção: Mai Masri
Sinopse: Layla, uma jovem professora palestina, é presa e condenada a oito anos. Ela é transferida para um presídio feminino de segurança máxima em Israel onde se depara com um ambiente aterrorizante. Quando descobre que está grávida, o diretor da prisão a pressiona para abortar. Mesmo assim, ela dá à luz ao seu filho e luta para protegê-lo e educá-lo dentro da prisão. Quando as condições da cadeia se deterioram, os presos políticos palestinos decidem se rebelar e o diretor ameaça levar seu filho. Em um momento de verdade Layla é forçada a fazer escolhas que vão mudar sua vida para sempre.
*Filme cedido para exibição pelo Instituto da Cultura Árabe

17/5
19h – Cinema: Intervenção divina
França, Marrocos, Alemanha, Palestina , 2002 - 92 minutos
Gênero: Drama
Direção: Elia Suleiman
Sinopse: A cidade de Nazaré, sob aparente normalidade, ferve. Enquanto sua empresa vai à falência, um homem resolve tomar uma atitude e dar um fim às mesquinhas brigas cotidianas que infernizam sua vida. Esse homem é o pai de Elia Suleiman (Nayef Fahoum Daher). Elia Suleiman mora em Jerusalém e vive uma história de amor com uma mulher que mora em Ramallah. Entre os dois há uma barreira israelense. Ele se esforçará para ocupar seu tempo da melhor maneira possível entre seu pai doente e seu amor distante. O filme foi agraciado com o Prêmio do Júri do Festival de Cannes em 2002.
21h30 – Apresentação musical: Rap palestino, com Yousef e grupo 48Haifa “Ahmad Hajeer”

18/5
19h – Cinema: Checkpoint Rock: canções desde a Palestina (legenda em português)
Espanha, 2009 – 72 minutos
Gênero: Documentário
Direção: Fermim Muguruza e Javier Corcuera
Sinopse: O documentário faz uma viagem diferente à Palestina: aqui, quem guia são seus mais conhecidos e inspiradores músicos. Há música tradicional, com Habib Al-Deek, rap (DAM) e soul (Amal Murkus), entre outros gêneros, mostrando a riqueza e a diversidade da cena musical local. A viagem começa com imagens de Marcel Khalife recitando poesia no funeral do poeta Mahmoud Darwish.

21h – Oficina de dabke, com Rawa Al Sagheer
A luta palestina é também pela preservação de sua história, herança e cultura que tem centenas de anos. Dabke é uma dança folclórica popular espalhada na Síria, Líbano, Palestina e Jordânia e parte importante dessa herança.
Praticada em casamentos, festivais e eventos, tornou-se uma forma de resistência.
Rawa Al Sagheer abordará essa história na oficina de dabke. Palestina nascida em campo de refugiados na Síria e há três anos no Brasil, ela também ensinará passos básicos aos presentes.